Intercâmbio na Russia na Universidade Politécnica Peter the Great de St.Petersburg!

Intercâmbio na Russia na Universidade Politécnica Peter the Great de St.Petersburg!

Por

A Sofia sempre teve intimidade com a Russia, pois desde pequena frequentava a igreja Católica Ortodoxa Russa e com a família nutria um desejo antigo de visitar o pais e aprender a língua.  Aos poucos, o que era fascinação se mostrou uma alternativa absolutamente viável, pois na ponta do lápis é muito mais barato viver e estudar na Russia se compararmos os custos de uma universidade de primeira linha no Brasil equivalente a Politécnica Peter the Great.

A experiência da Sofia tem duas fases bem distintas, antes e depois de aprender falar Russo. Como a Graduação de Relações Internacionais é em Inglês, fazer amigos estrangeiros no primeiro ano foi fácil. Mas após aprender Russo (o que levou aproximadamente 06 meses), a experiência se tornou mais enriquecedora pois também pode usufruir de tudo que a cidade e o povo têm a oferecer de hospitaleiro. Algo que só falando o idioma se pode apreciar melhor. Inclusive a experiência no próprio dormitório estudantil, pois sua colega de quarto é russa.

Perguntamos sobre o frio e na realidade a opinião da Sofia sobre o tema é bem tranquila, segundo ela nada de excepcional se comparado a outras capitais onde também neva. O que ela mais estranhou foram as “noites brancas”:  onde de maio a julho o sol mantém a cidade iluminada mesmo a noite e você tem praticamente somente 4 horas de noite. O legal é que este período de céu praticamente sempre claro acontece durante a primavera/verão na cidade e marca também o fim das aulas nas escolas, deixando as ruas e canais de São Petersburgo com grande movimento, pois existem uma série de apresentações artísticas e culturais. O destaque fica para o “Stars of the White Nights Festival”, festival que atrai músicos, poetas e outros artistas do mundo inteiro. Abaixo algumas das fotos que a Sofia dividiu conosco!  Vale lembrar que a Copa do Mundo no ano que vem é na Russia!! Malas prontas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *